O que considerar na hora de escolher o revestimento de sua piscina

Ter uma piscina em casa é diversão na certa, agora montar uma piscina pode não ser tão divertido assim. Na hora de escolher os materiais que serão usados requer muita atenção para evitar problemas futuros.
Por isso, listamos algumas dicas sobre o que considerar na hora de escolher o melhor revestimento para a sua piscina.

Como escolher o revestimento para sua piscina
O que considerar na hora de escolher o revestimento de sua piscina

Dúvidas sobre ter uma piscina? Confira nossas dicas!

Um dos pontos é sempre considerar é a composição química da água, alguns minerais encontrados nela podem reagir com a argamassa e o rejuntamento e os dissolvendo em pouco tempo. Fora isso alguns produtos de limpeza usados e certos tratamentos químicos também prejudicam na vida útil do revestimento.

Na hora de escolher o acabamento é importante cuidar a superfície do acabamento, o ideal é que ela não seja porosa, mas que seja um pouco áspera ou rugosa, proporcionando mais resistência evitando escorregões e quedas. Tanto dentro quanto fora da piscina podem ocorrer esses acidentes por falta de atrito entre o piso e o pé. Peças com coeficiente mínimo de atrito igual ou superior a 0,4.

Saber a capacidade de absorção de água pelo revestimento e a sua resistência aos raios ultravioletas, pois esses fatores influenciam no desgaste do revestimento. E sempre cuidar possíveis rachaduras e descolamento do revestimento, fazer manutenção é importante.

Tipos de revestimentos internos: o que considerar na hora de escolher o revestimento de sua piscina

Azulejo: um dos revestimentos mais tradicionais o azulejo tem baixo custo e possui uma diversidade de cores e formatos, possibilitando criar desenhos e mosaicos no fundo da piscina. Além da mão de obra que é mais barata. Na hora de escolher o azulejo é importante cuidar a cor que será usado, pois influencia na cor da água. E ter cuidado com o contato prolongado com a umidade tira a cor real do azulejo e escurece os rejuntes aos poucos.

Pastilha de vidro: são de fácil limpeza e não demandam de produtos especializados para sua higienização. Se adapta mais fácil com as curvas da piscina. Comparando com cerâmica ou azulejo o valor é mais elevado e uma instalação mais um pouco mais demorada, pois corre o risco das peças se soltar ao longo do tempo.

Pedras: não é muito comum o uso de pedras, geralmente é usado por quem quer fugir do padrão. As mais comuns são as pedras vulcânicas. Por exemplo, a hijau que tem um aspecto mais liso, não absorve calor e naturalmente antiderrapante. Ela causa um efeito deixando a água com a cor próxima com a do mar.

Apesar do apelo estético e das demais qualidades, as pedras acumulam mais sujeira. Necessitando de mão de obra especializada para sua limpeza.

Cerâmica: são mais resistentes aos produtos químicos usados na limpeza e na água, resistente aos raios UV, a movimentação da estrutura e abrasão. Por serem mais resistentes são mais duráveis, fora o custo benefício mais atraente, tem um valor inferior ao das pedras ou pastilhas de vidro. Um dos motivos de ser o material mais usado em piscina públicas e academias. Fora que a argamassa de assentamento é mais flexível, tanto ela e o rejunte são imunes ao surgimento de fungos. Não acumulando tanta sujeira.

Deixe sua piscina preparada para o verão.

Conte com a Iplan para fazer seu projeto e construção.
Entre em contato pelos telefones: (21)3226-0148 (21)99584-9085 ou e-
mail: [email protected]

Rolar para cima
× Orçamento